+

Projetos em andamento

INCUBADORA E UNIDADES DE REFERÊNCIA

INCUBADORA E UNIDADES DE REFERÊNCIA COMO ESTRATÉGIA NO PROCESSO DE INCUBAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS ECONÔMICOS SOLIDÁRIOS (EES) PARA DISSEMINAÇÃO DE TECNOLOGIAS SOCIAIS SUSTENTÁVEIS NOS MEIOS RURAL E URBANO, SOB A ÓTICA DA ECONOMIA SOLIDÁRIA

Este projeto pretende, em continuidade aos trabalhos que vêm desenvolvendo no âmbito do Programa Multidisciplinar de Estudos e Pesquisas sobre o Trabalho e os Movimentos Sociais - Núcleo/Incubadora Unitrabalho – UEM, atender 10 (dez) empreendimentos e/ou grupos informais, sendo 5 (cinco) no meio rural e 5 (cinco) no meio urbano. Na sua atuação envolve os princípios da economia solidária por meio de um conjunto de atividades sistemáticas de pesquisa, formação, assessoria técnica e tecnológica que abrange desde o surgimento do empreendimento econômico solidário (EES), até a sua consolidação. Baseado na autogestão, por meio da troca de conhecimentos, busca-se a melhoria, ampliação e comercialização de produtos e serviços com foco no desenvolvimento territorial sustentável pela organização do trabalho, conquista da autonomia e viabilidade econômica dos empreendimentos a fim de combater a extrema pobreza. Concomitante com a atuação da extensão, relacionada com o processo de incubação dos EES, o Núcleo/Incubadora também atua como espaço de estudos, pesquisas e desenvolvimento de tecnologias sociais sustentáveis, facilmente aplicáveis como estratégias de produção para geração de trabalho e renda.


QUITUTES E BELEZURAS

A IDENTIDADE CULTURAL REGIONAL REFLETIDA NA ALIMENTAÇÃO E NO ARTESANATO

A história, os costumes, a cultura e a identidade de uma comunidade podem ser analisadas pelos seus saberes e fazeres. Assim, o artesanato e a culinária local são formas de se conhecer e apresentar como atrativos turísticos a cultura das regiões que representa. Este projeto de extensão objetiva identificar e analisar os saberes locais relacionados à alimentação e ao artesanato do município de Maringá e região de influência, no estado do Paraná. Este projeto também confere continuidade aos trabalhos desenvolvidos no âmbito do Programa Multidisciplinar de Estudos e Pesquisas sobre o Trabalho e os Movimentos Sociais - Núcleo/Incubadora Unitrabalho – UEM, atendendo empreendimentos e/ou grupos informais, que atuam com artesanato e alimentação na região. Envolve os princípios da economia solidária por meio de um conjunto de atividades sistemáticas, desde o surgimento até a consolidação, com base na autogestão, por meio da troca de conhecimentos, buscando o desenvolvimento cultural e territorial sustentável pela organização do trabalho. As atividades contemplam desde o cadastramento, passando pelo relato das origens do artesanato (belezuras) e dos alimentos (quitutes), resgatando o patrimônio cultural como um conjunto de valores identitários, proporcionando acesso à comunidade local e regional.

Este “espaço” também oportuniza aos visitantes apreciar espetáculos teatrais, de dança e música, garantindo acesso gratuito ao lazer e à cultura e, ao mesmo tempo, assegurando um local no campus universitário que permita aos apreciadores das artes e da cultura, adquirirem artesanatos (belezuras) e alimentos (quitutes) de forma organizada e apropriada ao conhecimento cultural compartilhado, como forma da preservação dos hábitos, usos e costumes caracterizadores da identidade dos povos de nossa região. 

 

 


 

Fortalecendo Empreendimentos de Economia Solidária

ESTRATÉGIAS PARA A INCLUSÃO SOCIAL

Atualmente, observamos uma importante movimentação para a consolidação e desenvolvimento de políticas que fomentem a Economia Solidária. Em dezembro de 2018, foi aprovado em Plenário do Senado Federal o Projeto de Lei 137/2017, que tramitava desde 2012, que prevê a criação do Sistema Nacional de Economia Solidária. No que diz respeito ao Paraná, em 20 de dezembro de 2018, foi instituída a Lei nº 19.784 que trata da Política Estadual de Economia Solidária.

Considerando esse cenário, o Projeto “Fortalecendo os Empreendimentos Econômicos Solidários”, desenvolvido no âmbito da Unitrabalho/UEM, tem como objetivo fomentar e prestar apoio aos grupos formais e informais de economia solidária, por meio de assessoria jurídica e política aos empreendimentos e também na gestão de conflitos internos. Segundo dados do II Mapeamento da Economia Solidária da Região Sul, o Paraná é o estado com o maior número de empreendimentos ainda informais. O projeto se propõe a apoiar esses grupos, contribuindo com sua inserção nas redes de economia solidária e com a escolha de caminhos para a sua formalização, respeitando suas características e necessidades.

O projeto busca também: realizar diagnósticos de EES informais e em vias de constituição em Maringá e Região; divulgar e promover os princípios da ES e Lei Estadual nº 19.784, que institui a Política Pública de Economia Solidária no Paraná; fomentar a participação dos grupos nas instâncias de representação e deliberação do Movimento de Economia Solidária no Brasil e no Estado do Paraná; contribuir para o debate científico acerca das temáticas pertinentes à ES, em eventos acadêmicos e da extensão universitária.

Interessados/as podem encontrar em contato conosco pelo telefone da Unitrabalho.